Passeio nocturno

Vamos mesmo para ao pé do rio. Os meus donos sentam-se no paredão, muito pequeno, e ficam a conversar. Eu observo tudo o que passa à minha volta, mas o que eu queria mesmo era dar um salto para o rio. O meu dono percebeu, pôs-me a trela, e pude aproximar-me mais um bocado. Não foi bem o que eu queria, mas já foi qualquer coisa. No regresso encontrei uma garrafinha debaixo de um carro. Ainda eles estavam com aquela conversa do “não”, “anda cá” e já tinha a garrafinha na boca! Foi pena foi não me ter divertido com ela -destrui-la e isso-, como costumo; há um ecoponto pelo caminho. Agora a minha dona está a ver o “extras” na rtp2 e eu vou deitar-me no chão, que não se pode com este calor.

Anúncios

3 responses to “Passeio nocturno

  1. Muito bem, garrafinha no ecoponto… embora se fosse já um bocadinho roída era meio caminho andado na reciclagem… mas paciência, assim também vai bem!

  2. Mini, força! Atira-te ao rio que é para isso que ele aí está!

  3. Caniche:
    A minha dona estraga-me sempre as minhas brincadeiras, eu às vezes finjo que não vejo que ela vai por as coisas no eco-ponto.
    Mas é impossível, nunca me deixa destruir as garrafinhas por inteiro.

    Lalage:
    Era bom poder atirar-me ao rio, a dona não me deixa…
    Mas na semana passada atirei-me a uma espécie de lago no jardim… Fiz o que costumo fazer: tentar apanhar e morder as bolhas de água. Taum fixe.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s