Monthly Archives: Outubro 2007

Fui abandonada

… pelos meus dois donos. Pelo menos estou com a Bia, nada mau.

😉 😛

Anúncios

Hoje tivemos visitas

… a GIJane e o Rui, vieram jantar cá a casa. Foi fixe ver amigos de Lisboa.

GIJane é a dona do meu pai: Jonas e do Jimmy, este adoptou a GIJane. É um rapaz que às vezes arma-se em valentão, mas é um medriquitas.

😉 🙂 😛

O Rui também tem um cão, o Ziggy. Não conheço-o, mas ao que parece é grande e forte, é um Boxer. Só do nome fico toda arrepiada. Mas deve ser um rapaz simpático.

Claro que não tive direito a comidinha de humano. Assim não dá. Também tenho direito a jantareco, afinal pertenço à família.

PS: Estou de greve e furibunda.

Coitadinho

… é  o que me parece que ele está a dizer: “Tirem-me estas coisas dos ólhos.  Socooooorrrrroooooooooo”.

Ver aqui»

O dia começou

… bem. Fui passear antes das 9h00 (boa boa), dei de focinho com uma cadela. Não é que ela pensava que mandava em mim. Engalfinhamos logo. A Titi peguou-me ao colo e o dono da outra cadela levou-a da cena de combate.

Estava mesmo a precisar disso. Claro que fiz uma cena de orelha murcha e pedi muitas festas à Titi foi muita adrenalina logo de manhã, mas estas coisas de vez em quando fazem bem ao ego de uma cadela.

Vou voltar à minha caminha. Já percebi que a Titi vai sair, mas o JP não. Vou ficar a tomar conta dele.

😉

Gatos (2)

… e este manganão? o sofá é todo dele.

Gatos

… os belos dos gatos tratam-se bem. Será romântico? Ver o por do sol num sítio alto e assim alcançar a distância e outros como ele.

OK. Estou a delirar, mas eu gosto de ver tudo e todos das alturas: gatos, pombinhos, passarinhos, pessoas. Quem não gosta de controlar à distância?

Ontem à noite

… não fui ter com a Bia, um deles decidiu não me levar (deve ter sido a Titi).

Passearam-me antes de irem embora, só tive tempo para fazer xixi porque pensava que ia a Lisboa. De madrugada chega o JP a casa sozinho. Fiquei desvairada, corri, saltei, esperneei que nem uma doida. Até saltei para a mesa da cozinha.

Não se faz, prometer uma coisa, abandonarem-me e depois vem só um.

BUAHAHAHAHAHAHAHAHA